Budapeste  é a capital e a maior cidade da Hungria e está entre as dez maiores cidades da Europa. Ela é cortada ao meio pelo Rio Danúbio e é resultado da fusão das cidades de Buda e Óbuda, que ficavam na margem direita do rio, com a cidade de Peste, na margem esquerda. Aqui eu vou listar pra vocês as 7 principais atrações da cidade, espero que gostem e se apaixonem tanto quanto eu!

1. Parlamento

Vamos começar pelo mais complexo e o super imperdível Parlamento. Se você pensou em ir pra Budapeste, provavelmente a primeira atração que te chamou atenção em fotos foi o Parlamento. Isso não só porque o Parlamento é central e bonito e importante para a cidade, mas porque é impossível não vê-lo. São 17.000 m² e 691 salas que até hoje são sede dos parlamentares húngaros.

É um prédio impressionante por dentro, por fora, de dia ou de noite. Ps.: vocês verão essa frase ao longo desse post, sei que ficará repetitivo, mas o que eu posso fazer se em Budapeste isso é muito verdade!?

O Parlamento foi construído com inspiração no Parlamento Britânico e, quando abriu suas portas, era considerado um dos maiores parlamentos do mundo. Você pode andar envolta de todo o prédio, ele é lindo sob todos os ângulos. Você pode ver por ali a troca da guarda, que não se compara à de Londres, mas também tem a sua magia. E também pode e deve visitar o interior do Parlamento.

Budapeste Parlamento

A visita ao interior do Parlamento é necessariamente guiada e muito bem organizada. Apesar do tamanho do prédio, a visita é feita em grupo e dura 1 hora apenas, pois passamos por apenas 3 salas daquele palácio. Fiz a visita e adorei. Achei muito interessante e nada tedioso. O prédio é todo muito muito muito rico, com ouro e mármore em tudo quanto é canto.

Budapeste Parlamento

Interior do Parlamento

Budapest Parlament

As jóias do coroa ficam ali dentro, em uma sala que é considerada o coração do Parlamento e são permanentemente vigiadas pela guarda real e não é permitido fotografá-las. É nessa sala que fica a cúpula linda que você viu do lado de fora do prédio.

Ahhh, as visitas são divididas por idioma e por horário, achei muito legal isso. Os ingressos precisam ser comprados com antecedência. Eu fiz assim, passei pelo Parlamento de manhã, comprei um ingresso para o último horário… fui pra Buda, passei o dia lá e voltei para conhecer o interior do Parlamento. Assim, vi o Parlamento durante o dia e à noite. O ingresso só pode ser comprado para o mesmo dia, sem possibilidade de reserva ou compra antecipada, portanto, é bom garantir seu ingresso, quando a cidade está muito cheia eles se esgotam muito rápido.

Os idiomas e seus respectivos horários de visita são:

  • Inglês – Todos os dias: 10h, 12h e 14h.
  • Alemão – Segunda a sábado: 11h e 15h. Domingo: 11h.
  • Francês – Todos os dias: 14h.
  • Russo – Segunda a sábado: 15h. Domingo: 12:30h.
  • Hebraico – Todos os dias: 10:30h e 1:30h.
  • Italiano – Segunda a sábado: 11:30h e 16h. Domingo: 11:30h.
  • Espanhol – Segunda a sábado: 11:30h e 16h. Domingo: 11:30h.

Não preciso nem dizer que o tour em inglês é o que se esgota mais rápido né? Outra coisa importante: Cidadãos europeus comprovando sua nacionalidade não pagam ;).

Onde Fica? Budapest, Kossuth Lajos tér 1-3, 1055 Hungria

2. Catedral de São Estevão

Essa Catedral me surpreendeu em todos os aspectos… Cheguei nela e o sino começou a tocar. Não tive nem tempo de babar do lado de fora e me impressionei seriamente com o seu interior. Fazia tempo que não via uma igreja tão linda assim. A Catedral de Budapeste foi construída em homenagem ao primeiro rei da Hungria, Estevão. Estevão criou o Estado Húngaro e foi considerado santo após a sua morte.

Budapeste Catedral São Estevão

Por nada desse mundo, se estiver em Budapeste, deixe de conhecer essa Catedral. Se você tiver 2 horas só na cidade, vá até a Catedral! Vejam a minha empolgação ao chegar na Catedral, ainda sem ter entrado:

Dizem que a igreja tem capacidade para mais de 8 mil pessoas e que  sua cúpula atual possui 96 metros de altura. Não subi à cúpula e estou lamentando até agora. Estou sofrendo muito escrevendo esses posts pra vocês. Estou morrendo de vontade de estar lá. Você pode acessar a cúpula por elevador ou escadas e lá em cima há uma plataforma de observação.

Na sua entrada principal da Igreja você encontrará uma inscrição em latim: “EGO SUM VIA VERITAS ET VITA” (em português: Eu sou o caminho, a verdade e a vida). Acima dessa expressão vocês poderão analisar várias estátuas de santos húngaro. No altar principal da Igreja vocês verão uma mega estátua em tamanho real de São Estevão. Impossível não amá-lo estando ali.

Budapeste Catedral São Estevão

“EGO SUM VIA VERITAS ET VITA”

O interior da basílica é tão grandioso quanto o exterior. Ali dentro você verá uma réplica da santa coroa húngara (a original está no parlamento). Quer saber o que mais encontra por ali? Que tal dar de cara com o antebraço mumificado de São Estevão? Pode parecer estranho, mas à essa altura, já amando Budapeste e a Catedral e, por consequência, São Estevão, tudo tem um sentido muito precioso.

O acesso à Igreja é gratuito, mas para subir a Torre e ver os tesouros da igreja, é necessário pagar. Você também pode fazer uma visita guiada (seg. –  sex., das 10h às 15h), que eu não fiz, mas também me arrependo de não ter feito. O lugar vale, ou melhor, merece um guia.

Já deu pra perceber que eu já estou precisando voltar pra Budapeste né? Aceito convites!

Onde Fica? Budapest, Szent István tér 1, 1051 Hungria

3. Palácio Real (conhecido como Castelo de Buda)

O Palácio Real que, na verdade, é mais conhecido como Castelo de Buda fica em Buda (ah vá!), parte alta da cidade e de lá pode-se ter vistas deslumbrantes de Peste e do Parlamento.

Esse Castelo é herança da época da monarquia na Hungria. Não tive tempo de visitar o interior da Galeria Nacional Húngara e nem o Museu da História de Budapeste, deixei motivos para voltar! hehehe

Como já disse no início do post, antigamente Buda era uma cidade e Peste era outra, então o que fiz foi passear pela “cidade” de Buda. Foi uma delícia, fora o frio que fazia. Por ali, além da paz do lugar, encontrei uma feirinha de produtos típicos húngaros, igreja, lojinhas, museus, restaurantes… Foi um passeio muito gostoso, daqueles em que se perde a noção do tempo. Impressionante como tudo ali é bem diferente de Peste e é visível que em algum momento aquelas duas partes de Budapeste foram mesmo cidades distintas.

Suba até lá pelo Funicular de Buda (Budvari Siklo), que funciona todos os dias das 7h30 as 22h, a última subida é as 21h50.  Esse funicular foi construído em 1870, é todo estiloso e você encontrará a sua entrada na praça Clark Ádám tér, logo em frente à Ponte das Correntes. O ticket individual custa 1200 huf e o de ida e volta custa 1800 huf (crianças de até 14 anos têm desconto).

Budapest Buda Funicular

Funicular para subir para Buda

Eu atravessei o Danúbio pela Ponte das Correntes, que falo logo mais e logo avistei o Funicular.

Onde Fica? Budapest, Szent György tér 2, 1014 Hungria

4. Igreja de São Matias 

Em Buda, bem no alto, próximo ao Bastião dos Pescadores, você encontrará essa igreja linda linda linda. Não deixe de observar o telhado. Matias foi um dos principais reis da Hungria e que casou-se lá duas vezes, por isso a igreja foi apelidada de Igreja de São Matias. Na verdade, o real nome é Igreja de Nossa Senhora.

Budapest Buda

Igreja de São Matias – reparem no telhado! :)

A visita ao interior da Igreja é paga.

Onde Fica? Budapest, Szentháromság tér 2, Hungria

4. Bastião dos Pescadores

Budapeste Bastião dos Pesacadores

O Bastião dos Pescadores (Halászbástya) fica ao lado da igreja de São Mathias. Pra mim, ali está o melhor de Buda. Amei aquele lugar. O Bastião é um monumento cheio de torres, construído em 1895 para comemorar o aniversário da conquista magiar. Parece de mentira… tipo aqueles castelinhos de areia ou algum castelo da Disney. A vista que se tem dali é MA-RA-VI-LHO-SA… Você consegue ver toda Peste.

Aqui também fica a dica para ONDE COMER EM BUDA: Ali no Bastião dos Pescadores tem um café/restaurante com preço de menu de almoço sensacional (11,5 euros na época que fui) com direito à entrada, prato, bebida não acoólica e café e uma vista que você nunca verá igual. Em cima de uma das torres também há um bar, que no inverno não vira tanto, mas com um solzinho aquilo ali deve bombar.

Voltaria para Buda com a simples intenção de passar horas por ali… sem pressa da vida passar.

Eu subi pra Buda pelo Funicular e desci pelo Bastião dos Pescadores. Se você quiser fugir do Funicular e se aventurar pelos degraus de Buda tente subir pelo Bastião dos Pescadores. Vistas maravilhosas podem valer a pausa no meio do caminho. Ahhh e o que adorei ao descer por aqui foi ver as casinhas húngaras de pessoas que moram por ali e imaginar a vida chata (#sóquenão) que eles devem levar. Acordar com aquela vista todo santo dia… que sacrifício!

Budapeste Buda

Onde Fica? Budapest, Szentháromság tér 5, 1014 Hungria

5. Ponte das Correntes

A Ponte das Correntes (Chain Bridge) é lindona durante o dia, durante a noite, faça chuva ou faça sol. Ela é uma das pontas que liga Buda e Peste e foi reconstruída depois da Segunda Guerra Mundial. Aconselho mega vocês atravessarem essa ponte à pé e curtir a vista dos dois lados da cidade com o rio Danúbio sob os pés.

A ponte possui 375 metros de extensão, duas big torres de sustentação e estátuas de leões em suas entradas. Ao final (ou começo, depende do ponto de partida) da ponte, pelo lado de Buda fica a praça Clark Ádám, onde está o Funicular para você subir ao Palácio de Buda.

Mais uma vez… sugiro a combinação: sair de Peste, atravessar a Ponte das Correntes na bota e subir em Buda pelo Funicular. Eu saí do Parlamento, andei beirando o Danúbio até a Ponte das Correntes e segui o caminho pra Buda, foi uma pernada, mas sem pressa será um passeio delicioso!

Budapeste Danúbio

Budapeste Danúbio

Danúbio e Buda ao Fundo, antes de cruzar a Ponte das Correntes

Onde Fica? Budapest, Széchenyi Lánchíd, Hungria

6. Termas

Budapeste é uma cidade cheia de fontes termais. Pelo que pesquisei, parece que a Hungria tem uma intensa movimentação da terra vulcânica e daí vieram as fontes termais naturalmente quentinhas e poderosas. Dizem que aquelas águas são capazes de melhorar a nossa circulação, rejuvenescer a nossa pele e  tratar reumatismo e outras doenças… mais um motivo pra ir pra lá né? Ah, claro, sem contar o relax que a gente fica depois que sai de uma água dessas!

Em Budapeste existem mais de 100 termas espalhadas pela cidade. As mais conhecidas são as Termas de Széchenyi e Gellert.

As termas de Gellert ficam dentro de um hotel que leva o mesmo nome (Hotel Gellért). O prédio do hotel foi construído entre 1912 e 1918 e foi bombardeado durante a Segunda Guerra e, depois, foi reconstruído em 1940. O hotel possui um famoso Spa e um complexo com nada mais nada menos que treze piscinas. Para entrar nas termas e no spa é necessário pagar, você pode comprar ingresso mais barato que dá acesso à uma parte pequena de piscinas até um pacote mais caro e super completo com tratamento de spa.

Imaginem as Termas como grandes e bem decorados clubes, cheios de piscinas quentes, de todos os tipos, sauna e possibilidade de massagem.

Ambos ficam abertos das 6h às 20h.

Site Oficial: GellertSzéchenyi

Onde Ficam? Gellert: Budapest, Kelenhegyi út 4, 1118 – Hungria e Széchenyi: Budapest, Állatkerti krt, 9-11 – 1146 – Hungria

7. Praça dos Heróis

Essa é a maior e uma das mais importantes praças de Budapeste. Ao fundo dela fica o Parque Municipal da Cidade e na sua frente fica a Av. Andrássy, uma das principais ruas da cidade, por onde o passeio também é imperdível.

Praça dos Herois Budapeste

Uma parte da Praça dos Heróis

Budapeste Praça dos Heróis

Ali na praça, aquele monumento que você vê nas fotos chama Memorial do Milênio, são estátuas de líderes importantes da Hungria Budapeste, foram eles que fundaram o país. Ao lado da praça, em sentido ao parque, encontrei uma pista de patinação no gelo enorme e linda. A pista só abre no inverno, ok? De frente para a pista, alguns restaurantes quentinhos com vistas privilegiadas.

Budapeste

Se for no inverno, que tal um chocolate quente + patinação no gelo?

Onde Fica? Budapest, Hősök tere, 1146 Hungria