Esse será o primeiro de uma série de posts sobre Buenos Aires. Quem acompanhou o nosso Instagram (@destinosereceitas) deve ter visto algumas pitadas da nossa viagem, agora vão as dicas completas!

Hoje vou falar dos dois principais museus da capital portenha, o MALBA – Museu de Arte Latinoamericana de Buenos Aires e o MNBA – Museu Nacional Belas Artes. Visitei os dois museus, são completamente diferentes e adoráveis!

MALBA – Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires

Buenos Aires MALBA

Instalado num prédio de arquitetura moderna, especialmente construído para abrigar o museu, foi inaugurado em 2001. É um museu privado e foi criado pelo colecionador Eduardo Costantini, com obras por ele adquiridas a partir de 1971.

O acervo do museu, com mais de 220 obras, se compõe de obras de Tarsila do Amaral, Frida Kahlo, Cândido Portinari, Diego Rivera (maridão da Frida) e outros artistas latino-americanos do início do século XXI até a atualidade.

Buenos Aires Malba

Hall de Entrada do MALBA. Paixão à Primeira Vista!

Além da coleção permanente, o MALBA sempre oferece exposições temporárias bem interessantes, cursos de arte e cultura e exibições de filmes.

Amei o museu! Todo bonitão por dentro, com bastante iluminação natural, o passeio é leve e divertido! Super recomendo a visita.

O MALBA impressiona pelas fortes referências modernas, que mescla suas obras com a arquitetura. Um exemplo são os bancos de ripas de madeira que descem como trepadeiras pelas paredes e atingem os outros andares – deu pra entender? Difícil explicar em palavras hehehe.

Buenos Aires MALBA

Banco “Trepadeira” que vai mudando de andar! Incrível! :)

Buenos Aires MALBA

Com todo respeito… Beijinho no Ombro pro Recalque passar Longe… hahahah foi a primeira coisa que me veio à cabeça! :(

Super fácil combinar um passeio no MALBA com um almoço em Palermo ou passeio no Parque Palermo. Dá pra passar o dia no bairro batendo perna… Uma delícia!

Obras Interessantes:

Abaporu

A emblemática tela da brasileira Tarsila do Amaral, obra-símbolo do Movimento Modernista Brasileiro, tem lugar de destaque no museu. Abaporu em tupi-guarani significa “homem que come gente”. No mercado das artes é a obra brasileira mais valorizada: foi arrematada por Costantini em um leilão em New York, nos anos 90, por US$ 1,5 milhão. Confesso que fiquei um pouco triste da obra estar em Buenos e não no Brasil, mas ficou bonito lá!

Buenos Aires MALBA

Buenos Aires Malba

Abapurando! :)

Auto-retrato de Frida Kahlo

Logo ao lado do Abapuru, há esta obra da Frida. A artista, retratada na tela com macaco e papagaio em 1942, é uma das obras mais famosas de Frida.

Buenos Aires Malba

Fiz um vídeo pra vocês – e aproveito para declarar aberto o nosso canal no You Tube! :)

Informações Práticas

Onde fica? Avenida Figueroa Alcorta, 3415, Palermo, Buenos Aires (clique sobre o endereço para abrir o Google Maps)

Como chegar: Ônibus: 10, 37, 38, 41, 59, 60, 67, 92, 93, 95, 102, 108, 110, 118, 124, 128 e 130

Horário de funcionamento:

De quinta a segunda-feira e feriados, das 12 às 20h.

Quarta-feira, das 12 às 21h

Fechado na terça-feira.

Quanto custa? 50 pesos, 25 pesos para estudantes, professores e aposentados, grátis na quarta-feira

Site oficial: www.malbra.org.ar

Museu Nacional de Belas Artes – MNBA

Buenos Aires MNBA

É um dos mais importantes museus da América Latina e apresenta o maior patrimônio artístico da Argentina. Foi inaugurado em 1896 no prédio onde atualmente funcionam as Galerias Pacífico. O seu acervo, 20 vezes maior do que quando foi criado, forçou em 1909 a mudança para um prédio na Praça San Martin. Em 1931 aconteceu a transferência para a sede atual, na Recoleta.

Hoje o acervo do Museu de Belas Artes reúne nada mais nada menos que 12.713 peças, somando pinturas, esculturas, tapeçarias, gravuras, desenhos e objetos.

Buenos Aires MNBA (1)

Entre suas obras se destaca a arte européia do século XIX. Nas 24 salas do térreo podemos nos deslumbrar com obras de Rodin (“O Beijo” e “Cabeça de Balzac”), de El Greco, Goya, Van Gogh (“Moinho de Galette”), Gaugin (“Mulher do Mar”), Renoir (“Duas bailarinas, amarelo e rosa”), Monet (“As margens do Sena”), Manet ( “A Ninfa Surpreendida”), Picasso (“Mulher Acostada”).

Buenos Aires MNBA

Buenos Aires MNBA

O Beijo – Rodin

Resumindo, por lá encontramos obras impressionistas e pós-impressionistas, além de várias salas dedicadas à artistas argentinos do século XIX. Ahhh tem também uma coleção muito linda de móveis franceses e objetos orientais.

Buenos Aires MNBA

Visitar o MNBA é um programa obrigatório para quem visita Buenos Aires. Dali aproveite para passear no Cemitério da Recoleta e na feira de artesanato que rola lá pelo bairro.

Cemitério da Recoleta: Rua Junin, 1760, Buenos Aires

Feira de Artesanato: Esquina da Avenida Pueymedon e Avenida del Libertador, Buenos Aires

Informações Práticas

Onde Fica? Avenida del Libertador, 1473, Recoleta, Buenos Aires (clique sobre o endereço para abrir o Google Maps)

Quanto custa? “Di grátis!!!!!!” 😀

Horário de funcionamento:

De terça a sexta-feira: 12h30min às 20h30min

Sábado e domingo: 9h30min às 20h30min

Fechado na segunda-feira