Gente – como eu falo “gente” por aqui – vou contar a viagem de Buenos Aires pra vocês tintin por tintin… A melhor maneira que encontrei de fazer isso foi contar por dias. Na verdade quem sugeriu esse formato foi a minha mama… Espero que gostem e que funcione pra vocês. Podem reclamar, dar pitaco e dizerem como preferem, afinal é pra vocês que escrevo!

Vamos lá… chegamos em Buenos em um domingo à tarde, pelo aeroporto Aeroparque. Ja contei como fazer pra chegar dos Aeroportos ao Centro aqui. Pegamos um táxi até o hotel em que estávamos hospedados, o Galerias. Vou falar dele num post sobre Onde Ficar em Buenos Aires. Check in… Largar as malas. Fizemos câmbio – só de R$100,00 e no hotel mesmo porque estávamos com pressa de ir pra San Telmo. Os câmbios nos hotéis não são dos melhores.

Com 400 pesos no bolso, #PartiuSanTelmo. A pressa era porque aos domingos rola pelo bairro uma feirinha de antiguidades bem legal que acabava as 18h. O táxi nos deixou na Rua Defensa, perto já da Praça Dorrego, que é o centro da feira.

Criado em 1970, esse comércio funciona todos os domingos, das 10 às 18h, por lá vendem objetos antigos em barraquinhas montadas na praça. Pegamos praticamente o fim da feira e não conseguimos comprar nada. Até porque fui bem estúpida ao ir pra lá sem dinheiro no bolso. Vivendo e aprendendo.

Buenos Aires Palemo

Mamy poderosa e eu – Plaza Dorrego

Buenos Aires Palermo

No entorno da praça há também barracas com grande oferta de bijuterias, souveniers, artesanato, pinturas… O que eu mais gostei, mas já estavam fechando (deve fechar às 17h), foram os vários antiquários que existem por ali, coisas mais lindas desse mundo com preço inacreditável. Dá vontade de mudar pra montar uma casa lá! hehehe

Por ali, há também lojas de artigos de couro e pele e restaurantes bacanas e você pode dar a sorte de pegar um showzinho de tango ao ar livre!

Buenos Aires Palemo

Descobrindo San Telmo!

Buenos Aires Palemo

Galeria Fofa de lojas, em San Telmo

San Telmo é um bairro legal de bater perna sem pressa. Passeando pelo bairro, encontramos sem querer o Mercado de San Telmo (Rua Defensa, 963), que é um mercadão, com carnes, frutas, flores e o Café Coffe Town que foi uma agradável surpresa! Sentamos por ali pra matar a fome que nos matava.

Buenos Aires Palermo

Buenos Aires Palermo

Buenos Aires Palermo

Pedimos logo uma empanada argentina pra cada e suco de limão com gengibre, com direito à Wi-Fi free para dar uma pesquisada no quem tem de melhor pelas redondezas :).  A empanada de “pollo” foi a melhor, a de carne achei que tinha um tempero muito forte, não sei exatamente do que.

Buenos Aires Palermo

Buenos Aires Palermo

 

Buenos Aires Palermo

Queríamos um bar, procuramos e achamos o La Puerta Roja (Rua Chacabuco, 733). Simplesmente uma porta vermelha bem normal – pra não dizer acabadinha – no meio da rua, nada mais. Um bar que segue a linha Speak Easy que anda rolando pelo mundo – já conto melhor como funciona. Subimos a escada que nos levaria ao bar… o lugar é meio pub, um bar jovem, sem mil requintes, mas bem acolhedor. Tem mesa de sinuca e jogo de dardos. Tem fama de servir petiscos muito bons e cervejas a preço justíssimo – ótima dica BBB. Não aceitam cartão de crédito e, como não tínhamos muitas notas, saímos rapidinho sem provar nada infelizmente.

Buenos Aires Palermo

Buenos Aires Palermo (3)

Na volta ao hotel, passamos pelas Galerias Pacífico (Rua Florida, 737) para uma comprinhas, comer e beber alguma coisa e a noite terminou por lá mesmo. Estávamos cansados. Do hotel dava pra ir à pé pras Galerias Pacífico. Uma mão na roda isso.

Buenos Aires Galerias Pacifico

Buenos Aires Galerias Pacifico

Sobre Bares Speak Easy

Para quem ainda não sabe, há uma onda mundial dos bares Speak Easy. Normalmente se instalam em lugar aparentemente abandonado, bem escondidos… tipo… Não há nada por aqui: GO AWAY! Para entrar alguns desses tipos de bares pedem senha… Tudo para remeter à época da Lei Seca dos EUA, que bania a venda de álcool na década de 20 e 30 e bares bem underground abriam secretamente para manter a felicidade geral da nação. Há sempre uma diversão e um mistério e eu curto essa ideia. O Puerta Roja é um bar que não pede senha, mas segue essa linha por ser todo escondidão, só os que têm boas dicas e sabem o que procuram encontram!

Informações Práticas

Cliquem nos endereços acima para abrirem o Google Maps, com a indicação precisa. Isso é sempre uma mão na roda quando vocês estão viajando. Quando tiver o celular conectado à internet usem e abusem desses links para saber como chegar ao lugar que você estiver procurando.

Cliquem nos nomes destacados para o site oficial com mais informações.