A História

Copacabana, no século 20, era um bairro deserto, difícil acreditar que ali se instalaria o principal hotel do Brasil, o Copacabana Palace. A idealização do Copa veio da necessidade de hospedagem adequada aos chefes de estado de todos os cantos do globo que desembarcariam no Rio de Janeiro (capital do país, naquela época) para a celebração do centenário da Independência do Brasil.

O hotel foi o primeiro grande edifício em Copacabana, cercado apenas por pequenas casas e algumas mansões. Octávio Guinle constriuiu o Copa a mando do então presidente Epitácio Pessoa. Guinle incluiu um cassino no hotel como maneira de viabilizar a obra financeiramente. No entanto, diante da complexidade da obra, o Copa só ficou em 1923, um ano após o centenário.

Logo nos primeiros anos a fama do Copacabana Palace começou a ser consagrada. Em 1925, Albert Einstein foi homenageado em um almoço oferecido por Assis Chateaubriand. Em 1928, foi a vez de Santos Dumont passar quase um mês no hotel. No mesmo ano, Washington Luís levou um tiro de uma amante francesa em um dos quartos do hotel. Na época, a história foi despistada pela versão de que o presidente sofrera uma crise de apendicite. 

Copacabana Palace

Copacabana Palace nos Anos 30 (foto de domínio público)

Nos anos 40, durante a Guerra, o Copa era um refúgio paradisíaco diante do caos instauradona Europa, EUA e na Ásia.

O Anexo do Copacabana Palace

Grandes artistas de todo o mundo se apresentaram no Copacabana Palace: Ella Fitzgerald, Gilbert Bécaud, Edith Piaf, Nat King Cole, Charles Aznavour, Tony Bennett, Ray Charles e Marlene Dietrich. A partir desta boa fase, Copacabana, começou a se transformar em pólo cultural e o hotel se acostumou a trabalhar em suas ocupações máximas. Por este motivo, Octávio Guinle decidiu ampliar o Copa. O anexo (um prédio de 11 andares) que oferecia apartamentos com quarto e sala separados – e a possibilidade de hospedagem ou residência fixa – foi palco de lendas, contos de amores proibidos, traições e encontros misteriosos em meio aos caminhos secretos entre o hotel e os apartamentos. Mas nem só as festas e extravagâncias marcaram a história do hotel.

Copacabana Palace

Relax total (ao fundo, o prédio Anexo do Copa)

Nos anos 70, após a morte de Octávio Guinle e com o crescimento da rede hoteleira em Copacabana, o hotel enfrentou crises econômicas. E, em 1989, a viúva de Guinle vendeu o controle acionário do Copacabana Palace para a empresa Sea Containers, que realizou diversas reformas e mudanças administrativas no hotel.

Nesses mais de 90 anos de existência, o hotel – que atualmente é do grupo Orient Express (Belmond) – passou por transformações significativas e precisou se reinventar. No entanto, algumas coisas nunca mudarão: felizmente, seu aspecto físico é patrimônio histórico e não pode ser alterado. A fama e o galmour do Copa também são eternos e inalteráveis. Nenhum hotel do Brasil viveu tanto a história deste país.

Copacabana Palace

A fachada!

Atualmente

O Copacabana Palace é, atualmente, um dos principais hotéis da América Latina, é bastante conhecido por hospedar as celebridades internacionais que vêm ao Rio de Janeiro. Além disso, o hotel realiza alguns dos mais badalados eventos sociais do país, como a festa de Ano Novo e o Baile de Carnaval. O hotel recebe até hoje inúmeros prêmios das instituições mais conhecidas no turismo, inclusive já foi eleito diversas vezes como o melhor hotel da América do Sul. 

O Copacabana Palace oferece um serviço impecável, excelente gastronomia e luxuosas acomodações. Se puder, coloque o Copacabana Palace no seu check list de “must do” da vida, sabe!?

Copacabana Palace

Um dos banheiros do hotel… Este serve a piscina. Sempre limpo, tudo impecável!

 Na sua famosa e deliciosa piscina, cercada pelos seus atuais 3 restaurtantes (Cipriani, Pérgula e Mee), a mordomia é garantida. Funcionários irão lhe atender oferecendo desde protetor solar até pratos e bebidas. Nos dias muito cheios (sábados e feriados) o serviço pode ficar um pouco confuso – aconteceu comigo, mas o charme compensa.

Copacabana Palace

Esta que vos escreve + piscininha básica! :)

Além dessa e de outras mordomias, o Copa oferece serviço de praia (espreguiçadeira, guarda-sol e água), quadra de tênisboutiques (roupas, acessórios, jóias, objetos do hotel e etc), fitness center, salão de beleza e um spa mega bacana.

Cada uma acomodações do hotel é única e conta com móveis de época e obras de arte originais. O Copacabana Palace oferece categorias diferentes de acomodações: apartamentos vista para a cidade ou vista para o mar, suítes e suítes de cobertura.

Copacabana Palace

Babando nos arranjos do Hall do Copa!

Copacabana Palace

A cama mais gostosa EVER!

 

Copacabana Palace

O Copa, visto da sua piscina! :)

Só estando lá para saber o conforto de um café da manhã no restaurante Pérgula com a vista para a piscina maravilhosa.

Copacabana Palace

Café da manhã com vista para a piscina!

No próximo post sobre o Copacabana Palace volto falando dos restaurantes!